Don’t Throw Your Love on me so Strong – TBone Walker

Posted in Letras, Vídeos on 01/15/2011 by Yud

Hey baby,
Don’t throw your love on me so strong
Hey baby,
Don’t throw your love on me so strong
Yeah, your love is like a faucet,
You can turn it off and on.

Hey baby,
I like what you been puttin’ down.
Hey baby,
I like what you been puttin’ down.
Oh, but you can search the whole world over
And no love like yours can be found

Someday baby,
Mama when you change your mind.
Someday baby
Mama when you change your mind.
You can search the whole world over
For me and I’ll be hard to find.

Tim Lothar ou Son House renasce do outro lado do atlântico.

Posted in Bio, Vídeos with tags , on 01/15/2011 by Yud

Querendo buscar coisas novas sobre Blues, resolvi fazer algumas pesquisas e, para animar um pouco, voltei de forma saudosa à esse blog para buscar um pouco de inspiração, e, como falei no post anterior, me deparei com um comentário e a indicação desse grande Bluesman.

Tim Lothar, dinamarquês, impressiona à primeira vista (ou a primeira “ouvida”). A influência do grande mestre Son House aparece logo nas primeiras batidas. Tentando entender um pouco mais descubro que ele foi baterista por 25 anos e, 6 anos atrás, começou a cantar e tocar o violão para explorar e experimentar mais do blues do delta.

Em 2006 lançou seu primeiro album, Cut to the Bone. Gravado em casa e contendo 10 faixas, sendo 7 de autoria própria, foi o que alavancou o sucesso mais do que merecido de Tim. Aclamado por inumeras revistas especializadas Tim Lothar se viu em um turbilhão de convites para tocar e, 2 anos após o lançamento do Cut, veio o segundo album: In it for the Ride, album onde aperfeiçoa as técnicas mais classicas do Blues, como o slide combinado com picking, que o lançou em uma turnê praticamente sem paradas por toda Europa.

No site dele tem mais informações e links direcionando para compra dos albuns dele.

www.timlothar.com

A traveler I am by heart
The wind will lead my way


Abandonado, mas ainda vivo…

Posted in Notícias, Vídeos on 01/15/2011 by Yud

Após o logo abandono ao blog, tive a feliz surpresa de entrar e notar o crescente numero de acesso; mais surpreso ainda fiquei com os comentários que me levaram a reanimar o blog com batidas 4/4.

Vou voltar a postar no blog com uma frequencia semanal, alimentar as almas de meus bluesbrothers com o melhor da historia antiga e atual do blues, tentando abranger tambem o cenário nacional, que pouco conheço, mas, para fazê-lo necessito da ajuda de vocês com recomendações.

E, para começar, gostaria de citar uma das pessoas que comentaram aqui no blog, Ale Ravanello, que não só me deu uma dica para o próximo post, Tim Lothar, que não conhecia, como tambem descobri que ele próprio é um grande bluesman. Não vou me extender muito na descrição para deixar material para fazer um post após conversar com ele, mas deixarei um vídeo para deleite de nossos leitores.

Ale Ravanello Blues Combo – God’s Gift

Sonny Boy Williamson – Bye Bye Bird – Live in Europe

Posted in Vídeos with tags , , , on 03/28/2009 by Yud

Bye Bye Bird
Sonny Boy Williamson
 

Bye bye bird,
Bye bye bird,
Bye bye bird,
Bye bye bird,
Bye bye bird, I’m gone.

Bird, I’m gone,
Bird, I’m gone,
Bird, I’m gone,
Bird, I’m gone,
I’m gonna try to find,
My happy home.

Sun Walk & Dog Brothers

Posted in Notícias with tags on 01/05/2009 by serafernando
Sun Walk & Dog Brothers

Sun Walk & Dog Brothers

Saudações amantes do Blues!

Esse é meu primeiro post no blog (espero que gostem), e nesse post vou falar de uma banda de Ribeirão Preto-SP que é destaque no cenário blues do Brasil, Sun Walk & Dog Brothers.
Eu particularmente tive o prazer de conviver um certo tempo com Fred Sun Walk sendo aluno dele, e pude ver que o Blues corre nas veias não só dele mas de todos os 3 rapazes com a formação original: Fred Sun Walk (Guitarra), Alexandre (Baixo) e Leonardo (Bateria), todos irmãos.

Sun Walk & The Dog Brothers ganhou espaço no cenário “blues” do Brasil, desde o lançamento de seu primeiro CD, “Blues Everyday” (independente- 1999). Abriram shows de Buddy Guy e Litlle Jimi King e participaram de grandes festivais como SESC ‘N BLUES (Ribeirão Preto), 7º Visa Búzios Jazz & Blues (Búzios – RJ), Blues Brasil no Bourbon Street (São Paulo). Os Dog Brothers também abriram show de Eric Gales, Fred Sun Walk tocou ao lado de nomes importantes como The Teardrops, Carey Bell, Phil Guy, Renato Borghetti, Eric Gales (foi também o rhythm guitar de Eric Gales em suas turnês no Brasil, participando da gravação do CD “Eric Gales live in Rio” e abrindo seu show no Bourbon Street.

Sun Walk e Eric Gales

Uma das curiosidades da banda é exatamente o nome, “diz a lenda” que Fred teve um sonho com o nome “Sun Walk”, onde no sonho, andava de madrugada pela rua com sua guitarra e quando achava um bar para tocar o dia clareava e iluminava tudo que havia dentro do bar. E Dog Brothers porque desde criança os irmãos tinham cachorros em casa.

Fred e os Dog Brothers pertencem á lista dos melhores Blues do país, com 3 cd´s já lançado, “Blues Everyday” (independente- 1999), “To Change The Things” (independente- 2002) e “Blues to feel good” (independente – 2005 e o 4º ja em fase de conclusão.

“(…)Destaque especial para Fred Sun Walk de Ribeirão Preto que abriu o show (Eric Gales) e executou solos fulminantes com muito feeling.” Revista Guitar Player, setembro – 2003
“(…) Sun Walk toca com ousadia e paixão, e tem a técnica debaixo dos dedos pra dizer o que quer.” Revista Guitar Player (março – 2001).

Pra quem quiser curtir o som da banda, no site eles disponibilizam áudios das músicas de todos os cd´s lançados.

http://www.sunwalk.com.br

Forte Abraço a todos, e que paz esteja com vocês!

Son House -The Complete Library of Congress Sessions

Posted in Áudio, Download with tags , on 12/22/2008 by Yud

Son House, The Library of Congress Recordings

Gravado por Alan Lomax em duas etapas, uma em 1941 e outra no começo de 1942, para os arquivos da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos.

Link: The Complete Library of Congress Sessions

Ficha Técnica:
Selo: Travelin’ Man
Duração total: 1:07:00
Produtor: Alan Lomax

Faixas:

1. Levee Camp Blues
2. Government Fleet Blues
3. Walking Blues
4. Shetland Pony Blues
5. Fo’ Clock Blues – Son House,
6. Camp Hollers – Son House, Traditional
7. Delta Blues
8. Special Rider Blues
9. Special Rider Blues
10. Low Down Dirty Dog Blues
11. Depot Blues
12. The Key of Minor – Son House,
13. American Defense
14. Am I Right or Wrong
15. Walking Blues
16. Country Farm Blues
17. The Pony Blues
18. The Jinx Blues, Pt. 1
19. The Jinx Blues, Pt. 2

Muddy Waters – O Blues Elétrico – Parte I

Posted in Bio, Vídeos with tags , on 12/22/2008 by Yud

 

Muddy Waters

Existe uma discrepancia nas datas de Nascimento de McKinley Morganfield, ou simplesmente Muddy Waters, sempre que questionado, Muddy falava que tinha nascido em 1915 no Mississipi, mas um exame em sua certidão de casamento e no cartão de músico mostra como 1913, que foi confirmado por ele em um programa de TV. Foi criado pela avó Della Grant, sua mãe morreu em 1918. Ganhou o apelido de Muddy por gostar muito de tocar na Lama (mud). Começou a tocar inspirado por Son House e Roberto Johnson, onde se vê claramente uma mistura dos dois no estilo de Muddy, a voz forte de House e a técnica de slide aprendida de Johnson.

Ainda como um músico amador, Muddy se mudou em 1940 para Chicago, e retornou para o Mississippi logo após, no verão de 41, Alan Lomax (o post dele está sendo feito como prometido) foi para Stovall, no Mississippi para continuar seu trabalho de pesquisa em música, gravando vários artistas country e de blues. Quando Muddy ouviu ele mesmo tocando, depois de receber 2 cópias de suas gravações, ele falou para si mesmo. “Eu posso, eu posso.”

Em 43 ele voltou para Chicago, dirigindo um caminhão e trabalhando para uma fábrica, usando suas noites para tocar, em 45 o tio de Muddy deu a ele sua primeira guitarra, que deu a ele o “poder” de tocar mais alto que a multidão que conversava sem parar. Em 46 ele começou a gravar para o Selo Aristocrat, dos irmãos Chess. Em 1950 Muddy estava gravando um CD com uma das melhores bandas de Blues de todos os tempos: Little Walter Jacobs na Harmonica, Jimmi Rogers na Guitarra, Elgin Evans na Bateria e Otis Spann no piano, Waters fazia a segunda guitarra e os vocais. Foi com essa banda que ele gravou um dos maiores sucessos de sua carreira: I Just Want to Make Love to You, (I’m you) Hoochie Cooche Man, I’m Ready, sendo que algumas dela com o auxilio de Willie Dixon.
Continuar lendo

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.